28 de maio de 2014

Acham que sabem


Existem muitas pessoas que pensam que sabem tudo. Elas acreditam que são detentoras de tamanho conhecimento, que lhes é permitido opinar sobre diversas questões. Muitos parecem ser sábios, intelectuais, mas não compreendem nem um pouco do que pensam ou dizem saber.

Diante disso, há uma realidade semelhante referente à Palavra de Deus, onde muitos acreditam no que querem; removem o que não condiz com o achismo e a sua carnalidade e com isso escarnecem dos princípios puros das Sagradas Escrituras.

Por essa razão, pois, amados, esperando estas coisas, empenhai-vos por serdes achados por ele em paz, sem mácula e irrepreensíveis, e tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor, como igualmente o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada, ao falar acerca destes assuntos, como, de fato, costuma fazer em todas as suas epístolas, nas quais há certas coisas difíceis de entender, que os ignorantes e instáveis deturpam, como também deturpam as demais Escrituras, para a própria destruição deles. 2 Pedro 3.14-16

Por conta da falsa compreensão da Palavra de Deus, a deturpação acontece e então vidas ficam mortas espiritualmente, tanto quando são instruídas por falsos profetas como também quando não examinam as Escrituras com dedicação, buscando a sabedoria celestial.

É lamentável ver pessoas que conhecemos e que um dia abraçaram a fé ou disseram ser cristãs e hoje em dia, desprezam a Bíblia, insultam a Deus, fazem piadinhas de insulto ao cristianismo.

A leitura da Palavra de Deus é essencial para adquirir o conhecimento necessário para o procedimento na caminhada cristã. É essencial ser praticante do evangelho e não somente ouvinte do mesmo. Não basta somente ler a Bíblia, mas sim praticá-la. É essencial pedir o auxílio do Espírito Santo para uma compreensão exata da Bíblia. Tudo atrelado a um estudo minucioso, dedicado, com esmero por meio de leituras diárias, auxiliares e seminários teológicos, capacitará o cristão para a vida.

Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. 1 Coríntios 2.14

O homem natural jamais poderá compreender as coisas de Deus por meio do seu próprio raciocínio vão e limitado. Ele ficará confuso, desejará entrar em debates tentando provar o contrário, mas sempre vai desejar estar por cima, pensando e achando que sabe de algo que só os cristãos podem compreender. Salienta-se aqui que só quem pode compreender as coisas do Espírito de Deus são os que possuem o Espírito Santo, porque como o versículo nos mostra, elas se discernem espiritualmente. Não são todos os que se dizem cristãos que tem em si mesmos o Espírito Santo e é por assim acreditarem tê-lo que infelizmente muitos tem se iludido e assim, deturpam as Sagradas Escrituras dizendo que a Palavra é assim ou daquele jeito, quando na verdade estão dizendo palavras ao vento, se perdendo naquilo que dizem ser a verdade.

Tomemos cuidado na questão abordada e sejamos dedicados a leitura da Palavra, rogando ao Espírito Santo que nos ensine a compreendê-la como ela realmente é para que não sejamos manipuladores do evangelho e o ensinemos de qualquer modo, pregando falsas doutrinas.

Deus tenha misericórdia de nós.

19 de fevereiro de 2014

Perseguição por conta do evangelho


Na vida cristã nada é fácil. Há quem diga que é fácil ser cristão, mas nós somos os responsáveis pelas complicações. Em certo ponto essa fala pode até ser verdadeira tendo em vista a nossa conduta incoerente com as Sagradas Escrituras, mas num sentido maior isso não passa de palavras ao vento. Se pararmos para refletir todo o conteúdo bíblico, não podemos negar que desde os primórdios o povo de Deus é perseguido. Falaríamos de Moisés sendo usado por Deus para conduzir o povo em retirada do Egito sob as ameaças de Faraó oprimi-los mais do que já fazia.

Poderíamos falar de outras situações, a exemplo dos profetas Isaías, Jeremias, Ezequiel e muitos outros, o chamado de cada um para o ministério, para a proclamação da verdade perante um povo rebelde. No Novo Testamento não há melhor exemplo de perseguição do que Jesus Cristo. Ele veio para falar toda a Palavra de Deus puramente, para anunciar o arrependimento, para dizer que a salvação é Deus quem concede; que é Deus quem chama o pecador para junto de si e que este não tem méritos perante o Soberano. O problema é que anunciando isso, ele estava rodeado de pessoas que se consideravam superiores, justas demais, impossibilitadas de errar e assim não reconheciam que Cristo era o único perfeito no meio deles.

Mais adiante, homens escolhidos por Cristo para estarem próximos a ele, aprendendo da doutrina das Escrituras, desfrutando de comunhão com ele, observando seus feitos gloriosos, tais homens teriam adiante um ministério que não lhes seria fácil de desenvolver. Com a subida de Jesus aos céus, ele enviou o Espírito Santo aos seus (os onze) e a partir de então, eles saíram para por em prática a sua missão. Em todos os relatos não há nada dizendo que suas vidas foram fáceis, sem padecerem aflições, perseguições, que todos lhe davam tapinhas nas costas e diziam que era maravilhoso estar em sua companhia porque eles não lhes confrontavam com a verdade. Pelo contrário, vemos isso e muito mais.

Estevão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. Atos 6.8

Estevão é um dos muitos exemplos de cristãos compromissados com Deus, que testemunharam da sua Palavra verdadeiramente e não tiveram por preciosa a sua própria vida. Não pensemos que por falarmos a verdade, todos gostam de ouvi-la. Não se engane! Nem todos os que dizem amá-la realmente o fazem, pois o coração deles está habituado a ouvir o que lhes apraz, o que lhes deixa confortáveis acerca de seus erros.

Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos. 2 Timóteo 3.12

Ser perseguido por conta do evangelho não é sair por aí incitando alguém a brigar, mas é ser sal da terra e luz do mundo, ir contra o sistema mundano que está distante de Deus, que está decaído em seus delitos e pecados. O nosso testemunho deve estar coerente com as ordenanças de Deus e a busca por isso deve ser feita dia após dia. Na caminhada temos que entender que muitos irão nos acusar disso e daquilo, querendo colocar em questão palavras vãs as quais não procedem.

Atos 6.13 Apresentaram testemunhas falsas, que depuseram: Este homem não cessa de falar contra o lugar santo e contra a lei; 14 porque o temos ouvido dizer que esse Jesus, o Nazareno, destruirá este lugar e mudará os costumes que Moisés nos deu.

É privilégio para nós, termos sido libertados do império das trevas e sido transportados para o Reino do Filho do seu amor (Colossenses 1.13). Então também importa que nosso proceder nessa terra esteja inteiramente ligado aos mandamentos de Deus, nos quais devemos ter o nosso prazer e neles estarmos firmados (Salmos 1.2). Também é necessário que falemos da Santa Palavra de Deus e que não tenhamos medo das perseguições que podem nos sobrevir, porque a vida cristã está rodeada de tudo isso, mas maior é Deus que nos conduz sob a sua potente mão. Glória a Deus!

15 de novembro de 2013

Quero desaparecer


Nosso cotidiano nessa terra não é nada fácil! Corremos de um lado para o outro, temos uma série de coisas para realizarmos. Em seguida, também nos deparamos com determinadas situações, as quais não queremos e nem queríamos passar. Sabe aquela situação que te deixa angustiado? Aquela circunstância que deixa o teu coração um tanto que sufocado? Alguém, de repente te disse isso ou aquilo; você descobriu que está ou estava com uma doença grave, não sei, apesar de saber que estes exemplos podem ser a sua realidade. E daí você corre para: psicólogos, médicos, a, b ou c. Nessa terra, nós temos momentos felizes, isso não se nega, e ainda mais quando estamos em Cristo, mas não podemos deixar de compreender que somos seres humanos e que estamos vulneráveis a esses tipos de situações. E quando chega aquele momento de sumir da presença de todos? Realmente é doloroso!

Agora pare e pense! Ao invés de correr pra lá e pra cá, de ir em busca de a, b ou c e de querer sumir, veja o seguinte:

SENHOR, tu me sondas e me conheces. Salmos 139.1

Todo o nosso ser, no mais íntimo que seja, só quem conhece é Deus. Sua onisciência é gloriosa e majestosa! Aleluia! Não há como nos escondermos de Deus, não há como buscarmos nos ocultar da sua vista. As tempestades da vida, muitas vezes, tendem a nos fazer nos distanciar de Deus, mas será um problema se assim viermos a proceder.

Neste salmo, Davi nos mostra que não há como se ausentar do Senhor. Sabemos que existem ocasiões, e não devemos negar, em que, por conta da nossa dor, a vontade íntima do nosso coração é a de desaparecermos de perto de tudo e de todos e parece até que não fazemos caso de que não podemos passar despercebidos da face do Senhor.

Deus é sempre presente ao nosso redor, mas por estarmos cheios, sufocados com tantas coisas, nossa visão não nos permite enxergar isso. Nós em muitos momentos, infelizmente, assim procedemos para com o Senhor, deixando-o por motivos fúteis.

Faça diferente quando estiver passando pelas aflições, faça como Davi: peça:

Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração, prova-me e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno. Salmos 139.23, 24

Recorra aos pés de Cristo! Derrame-se com o coração ansiando pela sua misericórdia e restauração, deleitando-se no Senhor que pode todas as coisas.

Deus tenha misericórdia de nós!