13 de setembro de 2011

Pratiquemos a oração

Por isso, vos digo: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e a quem bate, abrir-se-lhe-á. (Lucas 11.9,10)

* Como temos orado a Deus?
* De fato, temos orado?
* Quais são as nossas motivações para a oração?

A oração é uma forma de comunicação com o nosso Deus, por meio dela, podemos expressar diante Dele as nossas falhas, nossa alegria, uma aparente ira.

Algumas de nossas orações ou porque não dizer, nossas orações (quando são feitas); são controladas pelos ponteiros do relógio, feitas na pressa e também são mal feitas. São orações incomodadas por uma série de fatores externos, as preocupações chegam e encontram espaço para atrapalhar e aí a oração perde o foco e infelizmente não desfrutamos de tudo aquilo que deveríamos receber.

Triste de se ver é que muitos de nós não oramos, não dobramos os nossos joelhos. Pela manhã ao acordar, são poucos os que agradecem ao Senhor por mais um dia. Oração não deve ser feita somente na hora de dormir nem somente em momentos de dificuldade.

A oração acalma o nosso coração, apazígua ira, sara enfermidades, liberta, pois nela, Cristo também age, derramando do seu poder!

Não devemos nos achegar a Deus somente para pedir-lhe bênçãos, mas para Nele buscarmos o mais precioso: santidade, comunhão constante com Ele. Contudo, também não devemos deixar de pedir-lhe outras coisas, peçamos o que desejarmos, porém sempre confiando que Ele sabe o que nos é melhor, segundo a sua vontade soberana!

Alex Salustino

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alex Salustino

Alex Salustino
Cristão resgatado pelo precioso sangue de Cristo! Bibliotecário, blogueiro, músico, fotografo amador, graduando em marketing, proprietário da Alex Artes Gráficas. Sou o responsável por administrar o Pregando o Evangelho. Deus te abençoe!