13 de janeiro de 2012

Sua vinda me consola


E, quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos. E, estando com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois homens vestidos de branco. Os quais lhes disseram: Homens galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir. Atos 1.9-11

Nas horas de aflições torna-se em muitos momentos murmurar, reclamar e rapidamente cobrar de Deus explicações, interroga-lo acerca de tal situação, mas nem sempre se recorre ao entendimento e a compreensão que o próprio ser humano é responsável pelo que planta. Por conta disso, as pessoas correm de um lado para outro, desesperadas e como em agonia, porque sentem dentro de seus corações que estão temerosas quanto as dificuldades e parecem não ver mais saída para os seus problemas.

Os servos de Deus passam por problemas similares. Os servos de Deus também são homens e mulheres, com um corpo físico, sujeito as mesmas propostas que os que não conhecem ao Senhor. Infelizmente muitos tem omitido a verdade bíblica, as palavras de Cristo e também o seu próprio testemunho acerca das tribulações e das angustias da vida, o que é errado. Ninguém nessa terra padeceu tamanho sofrimento com o nosso salvador. Quando você ler Isaías capitulo 53, pode enxergar como o profeta falava acerca de Cristo, tudo quanto ele tinha sofrido, como foi massacrado, mas parece que os nossos olhos espirituais estão voltados e enxergar como a igreja católica que aprisionou a imagem de Cristo em um crucifixo, quando de lá, ele já desceu e vive e reina para todo o sempre.

Nestes dias atuais temos muitas coisas para resolver, somos cheios de responsabilidades, muito corre corre, mas não somente isso, são chegados os problemas e as adversidades, as quais não vemos, nem enxergamos, mas elas marcam presença em nós, de forma que o nosso coração se volta a um desejo de distanciamento, de um anseio ou por estar mais perto ainda de Deus ou de sumir de perto de tudo e de todos. Temos que entender que o Senhor sofreu tudo por amor de nós, que todas as enfermidades, todas as injúrias, toda a fúria dos nossos inimigos, todo o nosso sofrimento espiritual, que exatamente tudo isso e muito mais, estivesse submisso aos seus pés para que assim, sendo detentor de todo o poder e majestade, ele viesse nos socorrer com a sua misericórdia.

Lembre-mo-nos da promessa do consolador: Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; (Atos 1.8a) Lembre-mo-nos também que ele mesmo disse que estaria conosco todos os dias até a consumação dos séculos, sendo assim, ele não nos desampara em momento algum, mesmo quando falhamos e cometemos algo que lhe desagrade. Isso gerará em nós uma profunda tristeza (se de fato somos servos de Deus e sabemos o que significa o arrependimento) a ponto de expressarmos para ele o quanto estamos em desgosto por saber que o entristecemos e o envergonhamos. Precisamos verdadeiramente louvar a Deus, glorificar o seu nome e honra-lo em todo tempo, mesmo que em dores, mesmo que em conflito espiritual realizado dentro de si mesmo, sabendo que no tempo certo, o socorro do nosso Rei e Deus eterno chegará. Como os próprios varões disseram: Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir assim como para o céu o vistes ir. Tenhamos a nossa confiança na sua pessoa.

Alex Salustino

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alex Salustino

Alex Salustino
Cristão resgatado pelo precioso sangue de Cristo! Bibliotecário, blogueiro, músico, fotografo amador, graduando em marketing, proprietário da Alex Artes Gráficas. Sou o responsável por administrar o Pregando o Evangelho. Deus te abençoe!