27 de fevereiro de 2012

Como anda o nosso nível de gratidão para com Deus?


BENDIZE, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. Salmo 103.1

Nesses dias atuais tem sido muito difícil regozijar-se em meio as tribulações. São lamentos de um lado, murmurações do outro, opressão, levantes do inimigo contra as nossas vidas e então as estruturas começam a ficar em abalo dentro de nós e então ficamos vulneráveis a debilidade espiritual. Vamos ao culto e parecemos sair da mesma forma. A palavra foi uma benção, mas dentro de nós, a angústia parece prevalecer. Olhamos para um lado e para o outro e ao invés de nos encorajarmos naquela fé que dizemos ter no nosso Senhor, naquele que morreu por nós, que levou sobre as nossas dores e enfermidades, começamos a temer diante das dificuldades.

Mais a palavra diz: BENDIZE, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome.

Nem sempre tiramos um tempo para refletirmos em oração diante do Pai e dizermos: Senhor! Quantos e quantos são os teus benefícios para com as nossas vidas! Quão maravilhoso é poder te louvar, ainda mais: ter sido chamado por ti, pela tua graça, pelo teu infinito amor para ser agora parte do teu povo, povo este escolhido pelo Senhor, totalmente exclusivo para o teu serviço!

Como seria maravilhoso se assim reconhecêssemos! Mais a palavra do Senhor continua dizendo: BENDIZE, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome.

Alegremo-nos naquele que perdoa as nossas falhas por mais que sejam dolorosas e desastrosas! O momento é difícil, as dores são profundas, mas há um Deus cujo poder supre as nossas aflições e submete toda a ação maligna debaixo de seus pés. Logo não devemos ter ao que nos afronta, mas confiarmos na provisão do nosso Rei, que sara e que liberta. 

Os nossos pecados são a causa do nosso entristecimento. Amados irmãos! O pecado machuca e saiba que antes que nos machuque já feriu e entristeceu o coração de Deus! Cada vez que pecamos é como se novamente Cristo fosse crucificado! Logo em seguida, caímos em nós mesmos e dizemos: Senhor! Pequei contra ti! Falhei e fiz o que é mau aos teus olhos. Quando assim se sucede e verdadeiramente nos arrependemos, devemos confiar em Deus, que aquele pecado cometido, visto que foi perdoado pelo Senhor, não deve mais fazer parte do meu modo de viver, mas mediante o perdão de Deus, ser esquecido e não novamente ressuscitado!

BENDIZE, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome.

É hora de nos alegrarmos no Deus da nossa salvação, no Deus que cria situações para mover em nosso favor, no Deus que faz acontecerem coisas impossíveis ao olhos humanos, no Deus que cura câncer, que cura doenças sexualmente transmissíveis, que cura e restaura um coração totalmente debilitado pela maldade. Que nossa vida possa estar a cada dia em teu altar Senhor, de maneira que nosso pensar, nosso falar, nosso agir, exatamente tudo esteja em conformidade com a tua santa palavra!

BENDIZE, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alex Salustino

Alex Salustino
Cristão resgatado pelo precioso sangue de Cristo! Bibliotecário, blogueiro, músico, fotografo amador, graduando em marketing, proprietário da Alex Artes Gráficas. Sou o responsável por administrar o Pregando o Evangelho. Deus te abençoe!