25 de fevereiro de 2012

A modernização dos jogos eletrônicos


Quem não lembra do encanador Mario?

Pois é! Esse é um jogo eletrônico, desenvolvido pela Nintendo, que foi lançado no ano de 1983. Mario Bros também dá o nascimento ao personagem Luigi, irmão mais novo de Mario, ambos sempre envolvidos em missões divertidas e com muitos obstáculos.

Lembramo-nos do Super Nintendo que era uma febre. Quem tinha, não queria desgrudar. Jogos e mais jogos podiam ser executados por meio de cartuchos, quase do tamanho da palma da mão. Em seguida, depois de anos a frente, começaram a lançar os playstations, que já traziam consigo uma tecnologia mais apriomorada, com gráficos mais inovadores e modernos. É correto afirmarmos que com o desenvolvimento, os jogos também passaram a ser mais brutos, sabendo que no Nintendo já existiam os joguinhos de luta, briga de rua, street fighter e outros, mas com a modernização e os avanços tanto para PC's quanto para plays, de modo geral, os jogos estão cada vez mais violentos. Adultos se acham no direito de dizer que não são manipulados pelos jogos.

Existem pessoas que se dedicam inteiramente a jogar, jogar e jogar. Crianças também estão indo no mesmo caminho, chegam da escola e vão direto ao PC. E nada disso pode ser considerado vício não é mesmo?

As imagens brutais de aparentes joguinhos de divertimento são desse estilo. Depois, os pais não querem que seus pequenos tornem-se tão violentos e rebeldes. Eles mesmos não comentam também a sua prática constante de estarem ligadinhos na telinha da TV ou do PC jogando essas aberrações. Tudo que está acontecendo na TV torna-se reflexo para esses jogos. Hoje existem jogos que permitem aos personagens praticarem atos sexuais, roubar veículos, praticar uma série de atos ilícitos. Outros mais, permitem o derramamento de sangue.

Não sei se você já parou para refletir primeiramente sobre seu testemunho de crente, porque essa conversa de dizer: Ah! Não é pecado, eu só não posso me deixar dominar por isso e o resto está em ordem! Isso é errado meu amado irmão! O que é que tem a ver um crente está se divertindo com um boneco decepando a cabeça de outro enquanto o sangue espirra?

Perceba uma coisa: Quando você joga esses jogos de combate e você perde, qual a vontade que bate logo em você? Você muitas vezes já está tão concentrado e tão determinado que uma decepção, te custa um palavrão saindo de sua boca ou simplesmente uma pancada no que estiver próximo a você! É meu querido irmão, esse são estímulos que esses joguinhos aparentemente inofensivos te levam a fazer o mal! Vigie!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alex Salustino

Alex Salustino
Cristão resgatado pelo precioso sangue de Cristo! Bibliotecário, blogueiro, músico, fotografo amador, graduando em marketing, proprietário da Alex Artes Gráficas. Sou o responsável por administrar o Pregando o Evangelho. Deus te abençoe!