6 de março de 2012

Ainda que eu ande


Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Salmo 23.4

Uma das situações que mais dificultam a nós contemplarmos o agir de Deus é quando estamos nas adversidade. Temos muito a murmuração ao nosso alcance, começamos até mesmo a blasfemar e a coisa começa a atingir outros patamares. 

Ceifamos daquilo que plantamos? É claro que sim! Se vivemos pecando, devemos saber que os resultados serão meio que insatisfatórios para nós, mas fomos nós mesmos quem desejamos por as mãos no que não devíamos.

Apesar de tudo, parece difícil considerar e acreditar na misericórdia do Senhor, visto que são tantas angústias! Imagine-se passando pelas tribulações, por mais adversas que sejam: enfermidade, crise financeira, depressão, conflitos familiares... e muitos outros, mas mesmo assim ouvimos alguém dizer que Deus está observando a nossa situação e que Ele é conosco! Como Davi disse no Salmo 23.4, ele confiou que até no vale da sombra da morte, Deus seria com ele! DEUS NÃO NOS DESAMPARA NUNCA!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alex Salustino

Alex Salustino
Cristão resgatado pelo precioso sangue de Cristo! Bibliotecário, blogueiro, músico, fotografo amador, graduando em marketing, proprietário da Alex Artes Gráficas. Sou o responsável por administrar o Pregando o Evangelho. Deus te abençoe!