30 de abril de 2012

De ti farei uma grande nação


Ora, disse o SENHOR a Abrão: Sai da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai e vai para a terra que te mostrarei; de ti farei uma grande nação, e te abençoarei, e te engrandecerei o nome. Sê tu uma benção! Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra. Gênesis 12.1-3

Esse é o momento do chamado de Abrão. É o momento em que Deus se apresenta a ele e lhe faz promessas. A partir de então Abrão passa a obedecer-lhe, atendendo, de forma obediente a voz do Senhor. Abrão seria uma grande nação, Deus o haveria de lhe abençoar, de lhe engrandecer e Nele seriam benditas todas as nações. Para que Abrão se tornasse uma grande nação como dito pelo Senhor, era necessário que lhe nascesse um herdeiro e que esse herdeiro viesse da sua união com a sua esposa (Sarai).

No capítulo 15 de Gênesis, do versículo 1 ao 5, vemos Deus se apresentando a Abrão e agora lhe prometendo um filho. Apesar disso, Abrão ainda se interpôs diante de Deus afirmando que não havia herdeiro da sua parte e dessa forma o herdeiro seria alguém da sua casa, mas esse não era o desígnio do Senhor para Abrão. Deus lhe fala que o seu herdeiro será gerado a partir dele mesmo (Abrão).

Abrão, agora sendo chamado de Abraão e Sarai, passar a ser chamada de Sara já eram velhos de idade. Isso porque quanto ao costume, era comum que eles fossem fecundos enquanto mais novos, mas quem disse que para Deus há algo impossível? Talvez nós mesmos sejamos os impossibilitadores daquilo que Deus nos promete.

Em cerca ocasião, dois anjos do Senhor se apresentam a Abraão e:

Então, lhe perguntaram: Sara, tua mulher, onde está? Ele respondeu: Está aí na tenda. Disse um deles: Certamente voltarei a ti, daqui a um ano; e Sara, tua mulher, dará à luz um filho. Sara o estava escutando, à porta da tenda, atrás dele. Gênesis 18.9

Perceba mais uma confirmação da parte do Senhor quanto a promessa que havia feito ao seu servo Abraão. Tudo estava caminhando conforme Deus lhe dissera. E é assim que o Senhor faz, Ele apresenta o seu propósito, nos confirma e o executa para a Glória do Seu Nome!

Riu-se, pois, Sara no seu íntimo, dizendo consigo mesma: Depois de velha, e velho também o meu senhor, terei ainda prazer? Gênesis 18.12

E então, Sara chegou a duvidar da ação do Senhor? Da promessa feita a Abraão? Ha possibilidade de esconder-se de Deus? De tentar desviar de nós o seu olhar? Do Deus que sonda mentes e os corações? É certíssimo que não.

Disse o SENHOR a Abraão: Por que se riu Sara, dizendo: Será verdade que darei ainda à luz, sendo velha? Acaso, para o SENHOR há coisa demasiadamente difícil? Daqui a um ano, neste mesmo tempo, voltarei a ti, e Sara terá um filho. Então, Sara, receosa, o negou dizendo: Não me ri. Ele, porém, disse: Não é assim, é certo que riste. Gênesis 18.13-15

O Deus que se apresenta para a realização de algo na vida de quem Ele quer, faz tudo em meio a circunstâncias consideradas impossíveis. O problema está em muitos momentos na nossa incredulidade, somos tendenciosos a muitas vezes desistir quando as coisas parecem apertar.

No capítulo 21 de Gênesis, nos primeiros versículos vemos que o cumprimento da promessa de Deus é chegado, Sara agora concebe de Abraão e assim nasce Isaque, que é circuncidado pelo seu pai (Abraão) mediante a ordenança do Senhor.

Abraão creu que seria o que Deus lhe havia dito que ele seria e isso lhe foi imputado para justiça. Assim também devemos ser, devemos crer primeiramente no Deus verdadeiro, que jamais mente e que não retrocede nas suas promessas, mas que as cumpre no seu próprio tempo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alex Salustino

Alex Salustino
Cristão resgatado pelo precioso sangue de Cristo! Bibliotecário, blogueiro, músico, fotografo amador, graduando em marketing, proprietário da Alex Artes Gráficas. Sou o responsável por administrar o Pregando o Evangelho. Deus te abençoe!