19 de maio de 2012

Nem mesmo a pedra pôde lhe impedir


Texto base: Mateus 27.57-60

Jesus foi sepultado em um túmulo que ainda não havia recebido corpo algum. Tal túmulo fora elaborado em uma rocha e o mesmo era lacrado por uma grande pedra.

Antes da sua morte, Jesus havia anunciado que seria necessário padecer nas mãos dos seus inimigos, que seria açoitado, crucificado, consequentemente morreria, mas que ao terceiro dia haveria de ressuscitar. Para a compreensão humana é um tanto que complicado refletir sobre a possibilidade de alguém morto, poder ressuscitar e remover uma tão grande pedra de um sepulcro, sair e aparecer aos que lhe conheciam!

Porém, para a tristeza e fúria daqueles que lhe queriam o mal, o Senhor dos senhores reviveu, saiu do sepulcro e apareceu as Marias e também aos discípulos.

No fim do sábado, quando já despontava o primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro. E eis que houvera um grande terremoto; pois um anjo do Senhor descera do céu e, chegando-se, removera a pedra e estava sentado sobre ela. O seu aspecto era como um relâmpago, e as suas vestes brancas como a neve. E de medo dele tremeram os guardas, e ficaram como mortos. Mas o anjo disse às mulheres: Não temais vós; pois eu sei que buscais a Jesus, que foi crucificado. Não está aqui, porque ressurgiu, como ele disse: Vinde, vede o lugar onde jazia; Mateus 28.1-6

O anjo do Senhor veio remover a pedra, pedra esta que não pôde bloquear a saída de Cristo para fora do túmulo. Nenhuma pedra, por mais dura que seja pode resistir a pedra principal (Jesus), antes tudo se submete ao seu poderio e majestade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alex Salustino

Alex Salustino
Cristão resgatado pelo precioso sangue de Cristo! Bibliotecário, blogueiro, músico, fotografo amador, graduando em marketing, proprietário da Alex Artes Gráficas. Sou o responsável por administrar o Pregando o Evangelho. Deus te abençoe!