6 de junho de 2012

Não mais Saul como rei de Israel


Esperou Saul sete dias, segundo o prazo determinado por Samuel; não vindo, porém, Samuel a Gilgal, o povo se foi espalhando dali. Então, disse Saul: Trazei-me aqui o holocausto e ofertas pacíficas. E ofereceu o holocausto. Mal acabara ele de oferecer o holocausto, eis que chega Samuel; Saul lhe saiu ao encontro, para o saudar. 1 Samuel 13.8-10

O filho de Quis (Saul), iria se tornar rei de Israel, depois do povo ter pedido tanto um rei para si, visto que as demais nações tinham quem as dominasse (no que diz respeito a um rei), então insistiram com Samuel para que o Senhor lhes concedesse um rei que reinasse sobre eles. Dessa forma, Samuel apresentou a petição do povo ao Senhor, mas Deus sabia da maldade do coração do povo, porém lhes concedeu um rei e o escolhido e ungido para tal cargo foi Saul.

Estava caminhando tudo de forma correta para que o ungido do Senhor, agora assumisse o posto de rei de Israel, visto que era ungido do Senhor, mas Saul talvez não tem feito tanto caso disso, talvez ele tenha relegado esta missão ao nada. Saul foi desobediente ao Senhor e se deixou levar também pela impaciência. Ambas estas são uma tristeza na vida do ser humano. Quantos de nós muitas vezes não estamos a nos envolver com elas? Entramos em cada situação, não é mesmo leitor? Deus não retrocede na palavra que nos promete, ainda que para nós, pareça ser tardio o cumprimento de suas promessas, Ele é fiel para cumpri-las, porém não devemos ser desobedientes e nem tampouco perder a paciência.

Saul não esperou pelo retorno de Samuel. Ele não respeitou o mandamento do Senhor. 

Samuel perguntou: Que fizeste? Respondeu Saul: Vendo que o povo se ia espalhando daqui, e que tu não vinhas nos dias aprazados, e que os filisteus já se tinham ajuntado em Micmás, eu disse: comigo: Agora, descerão os filisteus contra mim a Gilgal, e ainda não objetive a benevolência do SENHOR; e, forçado pelas circunstâncias, ofereci holocaustos. 1 Samuel 13.11, 12

Após as suas justificativas perante Samuel, Saul iria ouvir a resposta pela boca do homem de Deus.

Então, disse Samuel a Saul: Procedeste nesciamente em não guardar o mandamento que o SENHOR, teu Deus, te ordenou; pois teria, agora, o SENHOR confirmado o teu reino sobre Israel para sempre. Já agora não subsistirá o teu reino. O SENHOR buscou para si um homem que lhe agrada e já lhe ordenou que seja príncipe sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o SENHOR te ordenou. 1 Samuel 13.13, 14

Respostas a altura da expectativa de Saul? Certamente que não. A demora de Samuel pode ter mexido muito com a paciência de Saul e o levou a desobedecer ao Senhor, perdendo assim a permissão do Senhor para reinar sobre todo o Israel. Mediante a falha de Saul, o Senhor já estava preparando outro que iria reinar sobre Israel e que seria alguém segundo o seu coração.

O que Deus nos tem confiado a mão? Como o temos feito? Há um anseio de faze-lo perfeitamente? Respeitar ao Senhor na sua ordenança, atentar para os seus mandamentos? Ou vale mais a pena fazer como Saul o fez, por não conseguir esperar?

Muitos de nós temos ido de encontro aos propósitos do Senhor, enveredando por caminhos tortos, nos quais Deus não está e nem tampouco se agrada. E isso acontece porque simplesmente estamos agoniados e sempre com pressa e muita pressa. Deus tem uma forma maravilhosa de trabalhar, porém é preciso espera Nele, crê Nele e descansar Nele, não se demovendo dos mandamentos e nem tampouco de suas determinações, mas mantendo-se firme, na espera sempre perseverante Nele, o Deus Soberano!

2 comentários:

Alex Salustino

Alex Salustino
Cristão resgatado pelo precioso sangue de Cristo! Bibliotecário, blogueiro, músico, fotografo amador, graduando em marketing, proprietário da Alex Artes Gráficas. Sou o responsável por administrar o Pregando o Evangelho. Deus te abençoe!