21 de julho de 2012

As ações do Espírito Santo

Textos Base: 1 Coríntios 12 e Atos 2.

Comumente ouvimos falar do mover do Espírito Santo ou das manifestações do Espírito Santo. Para uns as manifestações do Espírito ocorrem quando há algo impactante ou movimentador, quando há explosão e outras coisas mais, que já foram exibidas até mesmo na TV.

Particularmente, creio que as ações do Espírito Santo não ocorrem dessa forma, pois compreendo que o mesmo é correto, pois parte do próprio Deus e também é Deus.

Analisando o capítulo 12 de 1 Coríntios, vemos o apóstolo Paulo tratando sobre os dons espirituais. Ele trata acerca dos serviços e também realizações, mas diz: A manifestação do Espírito é concedida a cada um visando a um fim proveitoso. (V.7)

Porque a um é dada, mediante o Espírito, a palavra da sabedoria; e a outro, segundo o mesmo Espírito, a palavra do conhecimento; a outro, no mesmo Espírito, a fé; e a outro, no mesmo Espírito, dons de curar; a outro, operações de milagres; a outro, profecia; a outro, discernimento de espíritos; a um, variedade de línguas; e a outro, capacidade para interpretá-las. Mas um só e o mesmo Espírito realiza todas estas coisas, distribuindo-as, como lhe apraz, a cada um, individualmente. (1 Coríntios 12.8-10)

O Espírito concede a cada um determinadas funções. Perceba bem: O Espírito! Paulo diz algo relacionado a variedade de línguas (V.10) e isso foi o que ocorreu conforme está escrito em Atos capítulo 2, no momento da descida do Espírito Santo.

Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; de repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo o Espírito lhes concedia que falassem. Atos 2.1-4

Os que ali estavam reunidos, falavam em línguas conforme o Espírito lhes concedia. (V.4). Dessa maneira temos de concordar que o Espírito age de forma gloriosa, verdadeira e prudente. Descartemos a hipótese do Espírito Santo descer sobre alguém e fazê-lo rodopiar ou qualquer outra coisa do tipo, pois isso já passa a ser movimento anti bíblico. Daí pra frente, no mesmo capítulo de Atos, o apóstolo Pedro explica a ação maravilhosa do Espírito Santo, pois o povo que era de outras regiões os ouviam falarem em sua própria língua! (Atos 2.5-12). Outros diziam que eles estavam embriagados. (Atos 2.13)

É de fundamental importância que respeitemos o Espírito Santo, aquele que o Senhor Jesus havia falado antes de sua ida para o Pai que o Pai lhes enviaria (aos que são chamados pelo próprio Deus).

A Deus a Honra, a Glória e o Louvor eternamente, amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alex Salustino

Alex Salustino
Cristão resgatado pelo precioso sangue de Cristo! Bibliotecário, blogueiro, músico, fotografo amador, graduando em marketing, proprietário da Alex Artes Gráficas. Sou o responsável por administrar o Pregando o Evangelho. Deus te abençoe!