19 de setembro de 2012

A nova mentira: Jesus foi casado.

Certa historiadora da Universidade de Havard chamada Karen L. King, anunciou ter identificado um pedaço de papiro do século IV no qual aparece uma frase nunca vista antes em nenhuma versão das Escrituras "Jesus disse para eles. Minha esposa...".

Abaixo, segue um vídeo da reportagem do SBT Brasil, tratando dessa notícia.


Essa notícia é totalmente contestável, pois vale a pena atentarmos para fatos verdadeiros e comprovados biblicamente.

Primeiro: 2 Pedro 1.20, 21 sabendo, primeiramente, isto: que nenhuma profecia da Escritura provém de particular elucidação; porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens [santos] falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo.

Tudo quanto está escrito na palavra de Deus é verdadeiro, nada foi inventando pela mente humana. Por mais santos e edificados no conhecimento que fossem os homens de Deus, não poderiam de forma alguma, ter composto todas as passagens bíblicas simplesmente porque tinham tido o desejo, mas porque Deus, derramando sobre eles o seu Espírito Santo, lhes designou tal tarefa, eles escreveram as verdades nela contida.

Criar falsas doutrinas, pensamentos, ideias que não estejam de acordo com a verdade contida nas Escrituras é intentar contra o propósito de Deus, pois a sua palavra basta, não precisa remover e nem tampouco acrescentar nada mais.

Mais adiante, poderemos encontrar o seguinte: Gálatas 4.4 vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei,

Confira aqui o fato de Deus, o Pai, ter feito o seu Filho vir por meio do nascimento comum de um ser humano. Logo, Cristo veio como um homem, nasceu, teve sua infância, cresceu e daí por diante, Ele teve uma vida como os demais humanos, porém também era Deus mesmo estando entre nós. Ele nasceu sob a lei. Cristo não pecou, mas como nasceu sob a lei, tinha de cumpri-la e isto também era uma maneira de se comunicar com os pecadores que estão sob a maldição da lei.

No versículo 5 do capítulo 4 de Gálatas veremos: para resgatar os que estavam sob a lei, a fim de que recebêssemos a adoção de filhos.

Foi por isso que o Senhor Jesus veio, para libertar aqueles que são chamados pelo Pai, para livrar-lhes da condenação, por meio do seu precioso sangue.

Veja bem. Nos evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas, João), vemos em todo tempo o Senhor Jesus seguindo com os seus discípulos, em alguns momentos estando sozinho em oração, em alguns outros momentos falando com mulheres, mas não vemos no novo testamento nada se referindo ao fato de Cristo ter se relacionado com mulheres (no âmbito de relacionamento conjugal), nem tampouco que Ele foi casado e nem tampouco se envolveu com Maria Madalena. 

Que houveram homens que se opuseram a doutrina cristã, isso nós já sabemos e ainda mais nos dias de hoje tem havido também. Se o papiro encontrado por essa historiadora refere-se a algum destes pervertedores do evangelho, ninguém sabe, mas afirmar que Jesus, o Cristo, sendo também Deus, depois de passar por todo um processo de vida submissa a vontade do Pai, tendo sofrido tentações da parte do próprio diabo, tendo ensinado aos discípulos, curado enfermos e realizado muitos outros milagres, ter sido casado? Impossível!

Talvez eles e até mesmo a historiadora não tenham compreendido que Cristo é o noivo e a igreja é a noiva, que o aguarda para a morada eterna. Talvez eles tenham se confundido nesse ponto! (Risos)

Só a Deus a Honra, a Glória e o Louvor para todo o sempre. Amém!



Referência

Bíblia de Estudo de Genebra. 2. ed. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil; São Paulo: Cultura Cristã, 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alex Salustino

Alex Salustino
Cristão resgatado pelo precioso sangue de Cristo! Bibliotecário, blogueiro, músico, fotografo amador, graduando em marketing, proprietário da Alex Artes Gráficas. Sou o responsável por administrar o Pregando o Evangelho. Deus te abençoe!