2 de setembro de 2012

Estevão, o primeiro mártir da igreja cristã

Textos básicos: Atos dos Apóstolos, capítulos 6, 7 e 11

A Palavra de Deus relata que Estevão fora escolhido para o cargo de diácono. Esta responsabilidade lhe foi designada e também a outros seis homens que possuíam boa reputação, eram cheios do Espírito Santo e de sabedoria. O grego utiliza o verbo ("servir"), de onde procede a palavra portuguesa para "diácono". Estes homens teriam a responsabilidade de suprir as necessidades físicas dos cristãos, lembrando também que em todas as épocas, os que exercem tal ministério, devem obedecer o Espírito e também andarem em sabedoria.

Aconteceu que Estevão, cheio da presença gloriosa do Espírito Santo, pregou a palavra de Deus na sinagoga que se chamava dos Libertos. Estevão fora acusado de blasfemar contra Moisés e contra Deus, fator considerado digno de levá-lo ao Sinédrio (Conselho supremo dos judeus em Jerusalém, composto de sacerdotes, anciões e escribas, o qual tratava e decidia os assuntos de Estado e de religião).

No capítulo 7 de Atos dos Apóstolos, Estevão prega a palavra de Deus com a mesma sabedoria e cheio do Espírito Santo. Ele relata desde o chamado de Deus para com Abraão, sua descendência, até chegar a falar do Justo (Jesus).

Vale observar os seguintes versículos:

O parecer agradou a toda a comunidade; e elegeram Estevão, homem cheio de fé e do Espírito Santo, (Atos 6.5a)

Estevão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. (Atos 6.8)

Todos os que estavam assentados no Sinédrio, fitando os olhos em Estevão, viram o seu rosto como se fosse rosto de anjo. (Atos 6.15)

Mas Estevão, cheio do Espírito Santo, fitou os olhos no céu e viu a glória de Deus e Jesus, que estava a sua direita, (Atos 7.55)

Notemos que todos estes versículos relatam como era o proceder deste homem, sempre na presença do Espírito Santo.

Atos 7.54-60

Aqui Estevão contempla a majestade do Senhor, estando à direita de Deus. Por fim, lhe sobrevém o apedrejamento, mas mesmo assim ele clamou ao Senhor que recebesse o seu espírito e que não imputasse sobre aquelas pessoas que lhe apedrejavam, tal pecado.

Porque Estevão foi o primeiro mártir da igreja cristã?

Porque ninguém ainda havia sido chamado desta maneira (cristão), devido ao fato de que somente em Antioquia da Síria, depois da tribulação de Estevão, os discípulos saíram a anunciar a palavra de Deus.

Em Antioquia, foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos. (Atos 11.26b)

Ali o termo cristãos passou a existir. Esse termo no Novo Testamento pode referir -se a alguém que pertence ou segue a Cristo "tribos de Cristo". Pode ter sido criado pelos primeiros cristãos para se distinguirem dos de outras religiões ou talvez um termo criado pelos inimigos do Cristianismo, com a intenção de escarnecer.

"Infelizmente muitos tem dito que o Espírito Santo realiza uma série de manifestações estranhas, mas ão refletem quanto a uma manifestação que inclina o homem a andar em santidade na presença de Deus, a estar disposto a dar a própria vida por amor ao Senhor e a pregar o evangelho com sabedoria".

Referência

Bíblia de Estudo de Genebra. 2. ed. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil; São Paulo: Cultura Cristã, 2009. 
1984 p. ; 24cm.

5 comentários:

  1. o titulo de cristaos pelo que vemos acima relatado , foi pelos frutos deles nao por Em Antioquia, foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos. (Atos 11.26b) ordem humana , como muitos fazem nas igrejas subindo aos poucos de titulos e fazendo cerimonias , mas para ser alguem na obra trabalhod e deus basta dar frutos d e diacono de presbitero pastor e será reconhecido como tal ( agora existia costume terreno e até ordem divina d eungir com oleo tal pessoa com titulo d e rei por exemplo ) sou antonio marcos alavarce bauru sp convites para trabalhos na sua igreja 14 32392007 bauru sp

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Algumas partes do seu comentário me fizeram não o compreender na sua totalidade, mas é bem certo e fundamental que um cristão frutifique para a Glória de Deus, pois a árvore boa (se assim o for) deve produzir bons frutos. Quanto a ungir reis, realmente era uma prática realizada, relatada em muitas passagens bíblicas, mas a ordenança do Senhor estava determinada quanto a tal ato, mas nos tempos modernos, isso é necessário, existe a ordenança de Deus para tal prática, os utensílios (materiais) para tal fim ainda existem? São perguntas bem interessantes. Muitas coisas foram abolidas. A Deus a Honra, a Glória e o Louvor para todo o sempre. Amém!

      Excluir
  2. O comentário me reportou ao livro de Números, capítulo 16, quando da rebelião de Corá, Datã e Abirão.
    Dominados por amarga ambição, os mesmos quiseram tomar o sacerdócio que o Todo-Poderoso YHWH (javé), havia explicitamente ordenado a Arão e seus filhos.(Lv.8) Arguíram a Moisés: "Isso já é demais! Toda a Israel é santa! Pois o SENHOR está no meio de todos! Por que, então, apenas vocês são dignos diante do SENHOR para O oferecerdes sacrifícios?" Moisés sabendo da gravidade de tal ousadia, chocou-se, porém não querendo parecer-se o melhor, propõe o seguinte: "Apresentem vocês também incenso diante do SENHOR. E será que o homem o qual ELE escolher, esse será o santo! Disse mais Moisés: "Nisto sabereis se o SENHOR enviou a mim, ou se faço apenas o que vem de mim mesmo: Se estes morrerem de morte natural, então o SENHOR não me enviou. Mas, se vivos descerem a sepultura, é que eles irritaram ao SENHOR! Final da estória,: Ambiciosos, presunçosos, todos mortos pela fúria do SENHOR! Interessante é que os incensários dos rebeldes foi mantido por sinal para toda a Israel, afim de que nenhum 'estranho' ousasse dar um de sacerdote perante o SENHOR! Moral: Te contentas com aquilo que o SENHOR te enviou! Quem deseja demais...(Uma alusão bíblica a esse ditado, é Pv. 30. 8b e c)
    Meus irmãos, não desejemos muitos de nós ser mestres...(Tg.3.1)
    Por outro lado,sob o manto pleno da Graça, hoje, a terra já não engole 'Corás', 'Datães'...(raras exceçôes: Ananias e Safira (At. 5.1-11); Herodes(Capítulo 12. 21-23); Elimas, o encantador.(13. 7-11) Se mais, não recordo-me.
    Executar sentenças, tornou-se meio complicado. Então sigamos o conselho de Gamaliel: Deixemos esses homens, porque se é obra de homens, se desfará, mas, se é obra de Deus, CUIDEMOS! corremos sério risco de nos acharmos lutando contra o SENHOR. (At.5. 34-39) Pelo fruto conheceremos as árvores! Mas, o SENHOR é quem tira o joio do trigal...(Mt. 13. 24-30)

    ResponderExcluir
  3. QUERIDO IRMÃO ALEX GOSTEI MUITO DO SEU ESTUDO Q DEUS TE ABENÇOE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Glória a Deus Alex Fernandes! Amém! Deus te proteja e te abençoe também.

      Excluir