10 de outubro de 2012

Nada de fábulas, mas somente a verdade


Porque não vos demos a conhecer o poder e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo seguindo fábulas engenhosamente inventadas, mas nós mesmos fomos testemunhas oculares da sua majestade, (2 Pedro 1.16)

Nesta passagem, Pedro afirma que testemunhou da transfiguração do Senhor Jesus. Ele não mentiu, pois nos três primeiros evangelhos (Mateus 17.1-8; Mc 9.2-13; Lc 9.28-35), eles mesmos (Pedro, Tiago e João), são as testemunhas oculares da majestade de Cristo (vs.16b). Pedro não se ateve as fábulas, mas falou a verdade.

Há quem diga que a Bíblia é um conjunto de fábulas, por verem tantas questões, situações de guerras, pecado, punição da parte de Deus, o veem como um ser que deve estar submisso aos pés da humanidade caída e por isso tem que satisfaze-la. Sendo sempre um Deus bondoso, não deve derramar da sua ira sobre a humanidade corrupta. Esse é o pensamento incrédulo e desprovido de compreensão das coisas de Deus.

Infelizmente por falta de vida com Deus e falta de aprofundamento bíblico, as pregações tem sido feitas sobre um terreno encharcado de misturas de coisas. 

Aqui, aproxime-se, ponha um pouco desta doutrina, acrescente esta outra e vamos pregar meias verdades. Essa é a situação drástica da atualidade que está ocorrendo infelizmente nos lugares que se dizem púlpitos. As coisas torpes levadas para dentro do que também se chama Casa de Deus, Casa de Adoração.

A comercialização do evangelho se propaga de forma desprezível, visto que é feita de qualquer maneira, cheia de descontextualização, beneficiando o pecador e lhe dando de mão beijada a entrada ao Reino dos Céus, sem nenhuma abdicação. Muitas são as falsas promessas, vindas da parte dos falsos profetas. Não adiantará eloquência e palavras tão poéticas se o objetivo de uma pregação não for o de conflitar a alma de um pecador e lhe revelar que sua carência de Cristo precisa ser suprida e que isso só ocorre por meio de um verdadeiro encontro com o Senhor!

Quando analisamos o que Pedro comenta no versículo 16, como anunciou o evangelho juntamente com os demais, temos de bater de frente com as pregações errôneas! Sem contar que a mistificação está tomando conta dos púlpitos e consequentemente da igreja, pois são rosas ungidas, água de Israel, botija, toalinha... e estão vendendo bastante.

Certa vez, Paul Washer disse que uma mentira religiosa tem poder, o que é verdade. Programas televisivos alcançando alto índice de ibope com cantores que choram e dizem algumas coisas estranhas, mas que é só louvor e bater o pé, falar em línguas e só!

Não se pergunta o porque de muitas vidas estarem endurecidas e não desejarem se render a Cristo (sabendo que o Senhor é quem chama), mas precisam atentar para o fato de que o evangelho está sendo deturpado, pregado (falado) de qualquer forma!

Em todo tempo, servos de Deus devem pregar a verdade, testemunhar da verdade, nada lhe acrescentado, nada lhe retirando.


Referência

Bíblia de Estudo de Genebra. 2. ed. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil; São Paulo: Cultura Cristã, 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Alex Salustino

Alex Salustino
Cristão resgatado pelo precioso sangue de Cristo! Bibliotecário, blogueiro, músico, fotografo amador, graduando em marketing, proprietário da Alex Artes Gráficas. Sou o responsável por administrar o Pregando o Evangelho. Deus te abençoe!